Aprenda a lidar com os problemas do trabalho

Publicado em 25/06/2014
Imagem do Artigo Aprenda a lidar com os problemas do trabalho

A possível desmotivação, crises e fofocas estão presentes no dia a dia de todos de uma grande empresa: o ponto é aprender a driblar essas questões.

Quem nunca enfrentou problemas no trabalho que atire a primeira pedra. Fofocas de colegas, desmotivação, falta de estrutura, crises etc., podem ser questões comuns no cotidiano dos trabalhadores – e, para lidar com esses probleminhas e não deixar que eles o abalem, o ideal é identificá-los e saber enfrentar cada um deles com paciência.

O cansaço e estresse devido a enorme quantidade de atividades que devem ser feitas em um pequeno espaço de tempo é um acontecimento comum na vida de qualquer profissional. “É muito comum encontrar profissionais que acumulam cada vez mais funções e, quando percebem, não conseguem realizar o trabalho no tempo do expediente. Porém, apesar de estarem cansados, são poucos aqueles que deixam clara a sua situação para os supervisores, e isso pode acarretar ainda mais problemas porque as atividades que deviam ser feitas estão sendo deixadas de lado e o profissional torna-se cada vez mais sobrecarregado e estressado. Ou seja: os dois lados perdem”, destaca Renato Igino dos Santos, diretor da Clínica Preventor. Para evitar esse problema, o ideal é conversar com o chefe de forma sutil, é claro. “Saiba expor a sua situação, pois caso você não explique bem, pode soar como preguiça, e ninguém quer um funcionário preguiçoso”, comenta o médico.

Outra questão que a afeta muitos profissionais é a fofoca. Sem saber o motivo, a pessoa se torna o assunto do corredor, e, com o passar dos dias, os boatos começam a incomodar e até atrapalhar o desempenho profissional. “Nesse caso, identifique quem está espalhando as fofocas. Chame a pessoa para uma conversa e deixe claro para ela que você está se sentindo incomodado com a situação. No caso de a fofoca ser mentirosa, converse com os outros colegas e esclareça os fatos”, opina Igino, que diz que, em último caso, é possível falar para o seu chefe sobre a situação. “Essa não é a atitude ideal, mas se o seu aproveitamento diminuir, o resultado pode ser ainda pior caso ele não esteja ciente do que está acontecendo”, ressalta.


Telefone: 11 3873-8808 /  3862-9609

Endereço: Av. Prof. Alfonso Bovero, 1057 - Perdizes - São Paulo/SP

Preventor - Todos os direitos reservados 2011

Desenvolvido por MW Way